Matérias em Destaque

25 Importantes táticas de marketing.

Ver Matéria

Áreas contaminadas

Ver Matéria

Como vender bem seu peixe.

Ver Matéria

Comunicação Visual para atrair e fidelizar clientes do Posto

Ver Matéria

Cuidados que você deve tomar na hora de comprar ou alugar um posto.

Ver Matéria

Diesel S50. Vale a pena investir?

Ver Matéria

Evite os erros que algumas grandes redes cometeram com suas franquias.

Ver Matéria

Logística reversa de embalagens de Lubrificantes

Ver Matéria

Lojas de conveniência aquecem o mercado de franquias.

Ver Matéria

Mistura de etanol na gasolina aumenta de 20% para 25% .

Ver Matéria

Montadoras desaprovam aumento de etanol anidro na gasolina nacional.

Ver Matéria

Negócios para abrir em Postos de Gasolina ? Franquias

Ver Matéria

Nova distribuidora de combustíveis no Rio Grande do Sul.

Ver Matéria

O abre e fecha, fecha e abre de alguns postos envolvidos com adulteração de produtos.

Ver Matéria

Óleo certo orienta consumidor na hora da troca

Ver Matéria

Postos já vendem nova gasolina S-50, 94% menos poluente

Ver Matéria

Troca de óleo: Dicas e dúvidas mais frequentes.

Ver Matéria

Como vender bem seu peixe.

Home > Combustíveis > Mensagens para reflexão. > Como vender bem seu peixe.

Talento e competência já não garantem mais um contracheque gordo no final do mês. Para se alcançar uma posição de destaque no disputado mercado de trabalho é preciso, além de um qualificado currículo, saber vender bem o seu peixe. Tecnicamente falando, praticar o marketing pessoal. “É preciso investir em ações que valorizam o visual, o conteúdo e o comportamento. Quem pratica o marketing pessoal não precisa ler os classificados de emprego aos domingos. As oportunidades batem em sua porta”, avalia Sady Bordin, autor do livro “Marketing Pessoal – 100 dicas para valorizar sua imagem” (Editora Record).     
               
O publicitário Washington Olivetto, que ganha um bom dinheiro vendendo o peixe dos outros, acredita que o princípio básico para convencer alguém é a franqueza total: “Cada vez mais as pessoas estão em busca da verdade . Quanto mais verdadeiro você for, mais chances você tem”. E ele vai mais longe, com uma dica de alto valor: “Para vender seu peixe, comunique-se de maneira que as possíveis perguntas de seu interlocutor já estejam respondidas no seu discurso, na sua apresentação” . Não dê brechas para dúvidas ou antagonismos. Porque, quando surgem essas perguntas por parte do comprador...bem, suas respostas ficam parecendo desculpas arrumadas na hora”.
 
Uma resposta bem franca à questão de como vender seu peixe é: com talento. Algumas pessoas trazem essa virtude do berço e vendem o que querem, aparentemente sem fazer força. Mas qualquer um pode assimilar as práticas desses campeões de persuasão e melhorar o desempenho. Estas são as mais correntes.
 
Conheça bem seu peixe.
 
Seu produto tem pontos fortes e fracos e você deve ser o primeiro a reconhecê-los. É a partir daí, inclusive, que muita gente consegue descobrir onde está o futuro comprador, economizando um bocado de  tempo. Antecipar-se às perguntas ou mesmo às críticas que podem vir do lado de lá, é uma das maneiras de enxergar seu produto de uma maneira nova e reveladora.
 
Identifique o comprador.
 
Quando você sabe para quem deve vender, as coisas ficam muito mais fáceis. Estude, pesquise, investigue, consiga o máximo de informações que puder a respeito do comprador de seu peixe. Considere as suas necessidades, seus recursos, os gostos particulares e as reações mais comuns nos momentos de decisão. J.C.Penney, fundador de uma das mais bem sucedidas e famosas redes de lojas dos Estados Unidos, era o típico comprador de talentos. Quando alguém em busca de uma oportunidade o procurava, ele descrevia as piores condições de trabalho que conseguia imaginar. Falava em horas e horas de labuta diária, de salário baixo, e comentava a respeito de vagas numa cidadezinha bem longe. Se nesse momento o candidato gaguejasse ou viesse com evasivas, a chance de trabalhar nas lojas J.C.Penney ia por água abaixo. Na cabeça desse habilidoso empreendedor, quem não soubesse vender a si mesmo não poderia vender qualquer coisa.
 
Escolha a hora certa.
 
Senso de oportunidade é um talento primordial, que mistura doses variáveis de ciência e intuição. Em 1960, os executivos da Xerox, que era até então apenas uma empresa emergente, estavam convictos que o modelo 914 – marco divisor na história das copiadoras – era muito mais prático e simples do que os concorrentes. Para que isso ficasse bem claro, eles fizeram barulho apresentando o peixe deles na Central Station de Nova York, um dos lugares mais movimentados da cidade. Em 1961, 10 mil dessas copiadoras já haviam sido instaladas, dobrando o faturamento da empresa em apenas 2 anos.
 
Fale a verdade.
 
Não enrole: apresente seu peixe sem disfarces. Jamais faça propaganda enganosa. A honestidade é a melhor política.
 
Não basta ser, tem que aparecer


Na prática, o marketing pessoal exige ética, comprometimento e pontualidade. “Tenha bom ânimo, pensamento otimista e saiba ouvir os outros. Além de ser um bom influenciador”, Não basta ser, tem que aparecer”. “Aja com liderança e firmeza na tomada de decisões, transmitindo segurança. Seja um bom gerenciador de conflitos”.

E se você pensa que esse comportamento se restringe ao ambiente de trabalho, engana-se. A prática do marketing pessoal deve se estender ao happy hour e até às redes sociais. “Trabalhar o marketing pessoal em outros ambientes é uma questão de inteligência e estratégia. Imagine como ficaria sua imagem caso tivesse uma postura no trabalho e outra totalmente oposta nas redes sociais”? 
 
Seja breve.
 
Enxugue seu discurso, busque a síntese e descobrirá o que vale e o que não vale a pena em seu produto. Temos de planejar e decidir antes que alguém (ou a vida) faça essas coisas em nosso lugar. Observe os anúncios da TV e do rádio: quanto tempo eles levam para vender o peixe? Muito simples: 30 segundos.
 
Vista-se de acordo.
 
Há alguns anos, pesquisadores americanos submeteram um grupo de jovens à condição de pedintes de luxo numa estação de metrô. No primeiro dia, os rapazes vestiram-se normalmente e, abordando as pessoas, arrecadaram uma certa quantia. No dia seguinte, fizeram a mesma coisa, só que usando camisa social e gravata. E conseguiram três vezes mais. Traduzindo: Vale aquela velha máxima:“O mundo trata melhor quem se veste bem”.
 
Venda e compre.
 
Quem sabe vender seu peixe sabe também comprar o do outro.
 
Saiba recuar.
 
Está na milenar autoridade do general chinês Sun-Tzu (400-320 a.C), autor de A Arte da Guerra: “Para ser vitorioso, é preciso saber quando convém combater e quando convém bater em retirada”. Porque, se seguindo todas as pistas para vender seu peixe, ainda assim as coisas não derem certo, é preciso fazer um recuo estratégico. Reveja os procedimentos, reorganize-se e descubra caminhos diferentes para alcançar seu objetivo. Insistir numa batalha que já está perdida pode colocar em risco o sucesso de toda a guerra.
 
Crie sua Network.
 
Uma boa rede de relações é fundamental. São esses amigos, colegas ou colaboradores que trocarão informações importantes com você e, provavelmente, serão eles também que comprarão seu peixe ou o indicarão para um bom comprador. Espalhe cartões de visita, responda e-mails, participe de redes sociais na internet, ligue no dia do aniversário, agradeça pelos convites mesmo quando  não puder comparecer. Faça tudo para despertar o interesse de prováveis compradores. Ou eles acabam levando o peixe da barraca ao lado.
 
Seja simpático.
 
Autoconhecimento é muito importante para definir limites de comportamento e apresentação. Mesuras demais, piadas fora de hora ou exageros de atitude podem fazer seus tiros sair pela culatra. Indo direto ao ponto, cuidado para não se tornar um chato de galocha: ninguém lembra de alguém assim na hora de comprar um peixe.
 
Mantenha sigilo
 
Essa é velha, mas ainda não caducou: o segredo é a alma do negócio. Claro, não precisa levar ao pé da letra. Gerencie exceções, de forma a incluir colaboradores estratégicos em seus planos, mas lembre-se de que uma informação pode valer ouro. Os melhores negociadores falam muito a respeito da capacidade de surpreender um possível comprador. Portanto, quanto mais previsíveis forem suas atitudes, menores serão suas chances de conseguir o tão desejado sim do lado de lá.
 
O marketeiro que quer ser assunto o tempo todo ultrapassa os limites

As pessoas extrovertidas têm mais facilidade para colocar em prática o marketing pessoal, pois o fazem com mais naturalidade. Agora, se você é daqueles tímidos que resolveram, de uma hora para outra, "aparacer", cuidado para não ultrapassar os limites. É preciso sutileza na comunicação e exposição na hora de vender o peixe. "O marketeiro que quer ser assunto o tempo todo, que quando não consegue assistir ao sucesso alheio sem dar pelo menos um palpite, está ultrapassando os limites. É tão gritante que a pessoa chega a parecer falsa. Todos ao redor percebem, menos ele”. 
 
Como é fácil descobrir, regras gerais de compra e venda , oferta e procura, altas e baixas de mercado continuam em voga e realmente funcionam, seja para produtos ou para talentos humanos.
 
Dá para aprender bastante se fizermos comparações entre a embalagem de um produto e a roupa que vestimos. Ou a forma de exposição do produto comparada à nossa postura ou mesmo à quantidade de vezes em que aparecemos nos lugares certos e na hora certa – festas, reuniões, palestras, exposições, feiras, etc. Exporte o raciocínio para a chamada nova economia e seus negócios virtuais, e a paridade continua: acessível, flexível, interativo, aplicável, digital e online são termos que podem ser amplamente aplicados aos profissionais mais valorizados hoje em dia.
 
A maioria das pessoas prefere comprar um peixe no início do dia, quando todos estão mais flexíveis e abertos para discutir.  Devemos agir inteligentemente para nos promover, seja trabalhando numa empresa ou por conta própria.
 
O cartão de visita é um dos maiores aliados de todo profissional: é impressionante a quantidade de gente que se desculpa porque não tem cartão, esqueceu ou os têm em número insuficiente. Como alguém espera vender seu peixe assim? Carregue seus cartões de visita para todos os lugares, até num banheiro você poderá encontrar alguém que pode lhe abrir novas portas. 
 
Vá à luta e saiba vender melhor o seu peixe.

Buscar Matérias

Por palavra-chave:

Na categoria:

Destaque Classificados

Anuncie aqui
Venda: R$ 0,00
Estado: XX
Cidade: XXX
Área: XXX
Quer ser visto?
Detalhes
   postoseconveniência@gmail.com
- ANUNCIE - LINKS ÚTEIS - MAPA DO SITE - POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Copyright © 2012 - Mercado de Combustíveis
Desenvolvido por

PARCEIROS TOP